Comissão Nacional dos Diáconos

Homologados postulantes aos cargos da Diretoria da CND na XI Assembleia Geral de Abril de 2019

Na reunião do Conselho Consultivo da Comissão Nacional dos Diáconos – CND, realizada nos dias 08 a 10 de janeiro no Centro de Pastoral “Dom Fernando”, da Arquidiocese de Goiânia,...

Reunião do Conselho Consultivo da CND aconteceu em Goiânia

A Comissão Nacional dos Diáconos (CND) realizou no período de 08 a 10 de janeiro de 2019, no Centro de Pastoral “Dom Fernando”, da Arquidiocese de Goiânia, GO, a Reunião...

Dom Sergio preside cerimônia de Ordenação Diaconal Permanente de Leonardo Lucas

https://arquidiocesedemanaus.org.br (https://arquidiocesedemanaus.org.br) Na noite deste sábado, (29/12), o Arcebispo Metropolitano de Manaus, Dom Sergio Castriani, presidiu a solenidade de ordenação diaconal de Leonardo Lucas Medeiros Cunha, mais novo diácono permanente da...

012

Mensagem do presidente da CND

Gratificante, é chegar ao fim do ano e sentir a graça da missão cumprida. Nossos planos e projetos para 2018 foram trabalhados com muito afinco, para que tudo se concretizasse. Durante este ano que termina, estivemos em muitas comunidades pelo nosso país, sempre servindo aos irmãos em nome de Jesus, que nos envia a servir. Chegou o momento de fazermos...

Leia mais

DIACONIA, MISSÃO E SANTIFICAÇÃO.

Diácono José Carlos Pascoal - Diocese de Jundiaí, SP - ENAC / CND O jeito, a pedagogia de Jesus de Nazaré deve ser seguida no ministério diaconal: nos dá o exemplo, ensina, faz primeiro, dá testemunho não só de palavras, mas com atitudes. O Diácono é chamado a ser “animador de comunidades”. Então, precisa seguir o “jeito” de Jesus: não somente coordenar,...

Leia mais

Retrospectiva de 2018 no campo Diaconal

Iniciamos 2018 com retrospectiva negativa quanto à violência e a corrupção em nosso país. Os índices de assistência obrigatória por parte do Estado, relacionados à saúde, educação, empregos estão cada vez mais baixos. O Congresso Nacional se divide em defender corruptos das casas legislativas e o presidente acusado em várias áreas, e em espoliar o que ainda resta das divisas...

Leia mais

O "Sim" e o "Não" a Deus em ca…

Padre Antonio Clayton Sant’anna, CSsR Sim e não, duas palavras curtas nas línguas ocidentais. Três letras em geral. Elas se implicam e se repelem! Ao pedir qualquer coisa aos outros, podemos ser atendidos ou não. Tendo o poder de aceitar ou negar o que se pretende, o Sim e o Não exigem transparência nos interlocutores. A Bíblia é o livro do SIM...

Leia mais

Publicações

DIÁCONOS N° 150 - DEZEMBRO DE 2018
DIÁCONOS Nº 149 - NOVEMBRO DE 2018
DIÁCONOS Nº 148 - OUTUBRO DE 2018
DIÁCONOS nº 147 - SETEMBRO DE 2018
DIÁCONOS Nº 146 - AGOSTO DE 2018
DIÁCONOS Nº 145 - JULHO DE 2018

Início

Diácono Juranir Rossatti Machado - CRD Leste 1

A importância da palavra não pode ausentar-se de nossa consciência. Ela pode conduzir-nos aos céus ou pode levar-nos às profundezas do inferno. Ela pode sarar-nos de enfermidades emocionais ou fixá-las em nossa vida. Ela pode fazer brotar em nós o grito de liberdade em relação a transtornos psicológicos que, porventura, tenhamos, ou pode escravizar-nos a eles. Pode fazer de nós mesmos inimigos de nosso crescimento espiritual ou criar adversários ao nosso redor. Ela pode fazer-nos santos ou pecadores. Tudo depende da maneira que a utilizamos em relação a nós mesmos e ao próximo. Todo cuidado é pouco!

De modo muito oportuno, o apostolo Tiago nos fala dos pecados da língua, órgão através do qual a palavra que articulamos vai ao encontro da dimensão do crescimento espiritual ou, desgraçadamente, nos coloca mergulhados nas trevas. Ouçamos o que nos diz este seguidor de Cristo, em sua epístola “as doze tribos da dispersão” (1, 1):  “Se alguém não cair por palavra, este é um homem perfeito, capaz de refrear todo o seu corpo.” (3, 2) A possibilidade da queda espiritual está sempre presente na história de cada um de nós. Tiago nos previne: “A língua, porém, nenhum homem a pode domar” (3, 8). Com a força do Espírito Santo, ele está nos dizendo que a palavra que proferimos em nossos diálogos, apreciações, pontos de vista, conversas, pode estar contaminada pelo vírus do pecado. Nela, pode estar presente a mentira, a maledicência, o pensamento corrupto, o interesse mesquinho, o coração viciado.

A vigilância em torno da palavra, proferida ou não, deverá estar sempre presente em nosso dia a dia; por isso, o exame de consciência deve ser nosso companheiro constante. A melhor maneira de vivermos tal vigilância está em nossa imitação de Jesus Cristo, imitação no sentido de tê-lo como modelo em nossa maneira de agir e de pensar. O aprofundamento em seus ensinamentos e seu relacionamento com o próximo devem constituir-se caminhos nos quais devemos percorrer!

 

Powered by Bullraider.com
Comissão Nacional dos Diáconos - 2011 - Todos os direitos reservados
Usando Joomla!
Produzido por Desenvolvido por Trídia Criação